Formoldeído

Esta minha mania de ser poeta…

Me faz sonhar o tempo todo.
Me faz pensar em coisas sem sentido.
Me faz escrever e – pasmem! – achar que ficou bom. Nem sempre…

Esta mania de poetizar, potencializar.
De transformar qualquer ponto parágrafo em uma grande exclamação!
De sentir o vento na cara e jurar que é para sempre.

Não, eu não acredito. Eu apenas sonho e me divirto.
Não que eu ame. Eu me divirto.

As dores de cabeça que já tive!
Ao te tomar no colo e dizer: “eu te amo!”
Mas não era verdade, desculpe. Não para sempre…

Quantas vezes, também, eu te odiei?
Quando no tudo, só queria um tanto de paz.
Mas falei, desculpe. Faço isso sempre.

Eu deveria tê-lo avisado!
É que eu esqueço que sou poeta…
Que minto, que finjo. Que amo por apenas um segundo.

E que de resto, eu jogo/deixo tudo no ar..!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s