Formoldeído

O Vento Leste

Como sempre, chega de surpresa. Vem leve e sorrateiro, sussurrando em meus ouvidos.
Desta vez, não trouxe notícias. Acariciando o meu rosto, deu-me um aviso:

“Vai, mulher! Permita-se. Permita. É só deixar que as coisas começam a acontecer…”

E foi assim, naquele dia, naquele instante… Enquanto o sol levantava, ainda preguiçoso. O céu clareava vagarosamente… No instante silencioso entre a noite e o dia. Assim…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s