Formoldeído

Sonhei contigo esta noite.

Eu te disse?
Pois sim, sonhei. Dormi e acordei pensando em ti. Em como seria bom tê-lo ali, naquela hora, comigo em meu banheiro pequeno.
Sonhei contigo assim, acordada, de olhos abertos. Abracei-o de olhos fechados. Sonhei.
Deitei e não dormi. Você transitava pelo meu quarto de um lado a outro, pendurava-se no lustre, sorria pra mim. Ora, ria de mim.
Virei para o lado e você ainda estava lá. Tem vezes que não dá pra fugir.
Rezei, um pouco. Para cada ponto cardeal. Consagrei-me, eu acho. Mas não funcionou…
Então tentei o círculo de sal, pra ver se dormia em paz. Mas eu simplesmente chorava. Assim, sem lágrimas. Aquele choro por dentro de muitas vezes.
Sonhei contigo, mais uma vez. E em meus sonhos, como sempre, você fugia. Mas não ia, voltava. Estranho…
Sonhei contigo e achei que estavas longe. O vento tentava, eu juro!, arrancar teu retrato da parede. E todos os outros! Espalhou tudo pelo chão. Mas você, justo você, caiu bem em cima de mim. Vi-me cara a cara contigo, outra vez.
O vento esfriou. Tive que fechar a janela.
Levantei, andei de um lado para o outro. Não queria sonhar contigo. Tentei queimar-te aos poucos. Como cada brasa que corroía meu ser. Mas não dava. Pois esta noite sonhei com você.
Desisti, então, de tentar.
Sonhei contigo, cantarolei duas ou três coisas. Lavei meu corpo, mas não consegui lavar meus sonhos… Então abracei o travesseiro e simplesmente pensei em você. Deixei-me levar. Dormi.
Sonhei, sim. Contigo. Dormi contigo. E acordei. Com aquele vazio de que você não estava lá…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s