Formoldeído

Por um pouquinho de romance.

– Você fugiria comigo?
– Fugir? Como assim?
– Fugir, ué. Arrumar as malas e se mandar. Com uma trouxinha nas costas, que fosse. Sair no meio da noite sem avisar pra ninguém. Uma coisa meio Eros e Psiquê.
– Tá. Mas a gente fugiria de quê?
– Como assim fugir de quê?
– Ah, todo mundo foge de alguma coisa…
– Ah, sei lá. De nossos pais que não querem que a gente fique junto. Dum agiota que quer te matar. Da polícia, por sermos assaltantes de bancos procuradíssimos. Dum traficante, de uma ex-namorada ciumenta e psicopata… Qualquer coisa.
– Nana… Minha família te adora. A sua também gosta de mim, que eu sei.
– É.
– E a gente é bonzinho demais pra se envolver com agiotas, traficantes ou coisa que o valha.
– A gente deveria jogar no bicho…
– Hum?
– Bah. Droga de vida chata.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s