Formoldeído

depois.

Posto que é chama, que seja imortal.
Posto que são minhas pernas entrelaçadas nas tuas e nossa pele virando uma só.
…E que são meus dentes cravados em tua carne; é o desenho em tuas costas de todos os arranhões.
E que haja suor e lágrimas e dedos e mãos. E que haja o sangue pulsante.
Pulsante…

Posto que somos feitos de pele e de cheiros; de dedos entrelaçados nos cabelos.
De pernas e nós e chaves de coxa. De abraços e carícias, um cigarro depois.
Mais um gole d’água. Respira e conta até três.
De braços e pernas e carinhos e afagos… começamos tudo outra vez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s