SIC TRANSIT

AAAAAAAHHHHHH MADRID!

Olha, desde que eu cheguei as coisas têm sido deliciosas.

O hostel, no fim das contas, era limpíssimo mas quase uma porcaria. Tinha elevador, o que ajudava bastante, mas internet e “no lock off” que é bom – e que anunciava no site, leia-se -, não tinha coisíssima nenhuma!

Tinha internet no Starbucks da esquina. Tinha também perto da estação de metrô (e dentro dos ônibus e em vários lugares :O ), mas eu fiquei no cagaço de sentar com meu MacBook no meio da rua, na frente da estação de metrô. (Mal sabia eu que todo mundo em Madrid usa Macbook e que qualquer lojinha de esquina tem um iMac de 23″ na mão de uma funcionária que nem sabe usar computador direito)… E, naquele momento, uma bebidinha quente era tudo o que eu precisava pra esquentar o corpo, descomprimir, e ter minha noite de rainha: dormir numa cama com edredom.

Olha, nem quero resenhar muito desse hostel, mas a mina que dividia o quarto comigo (uma holandesa) estava lá havia uma semana e já tinha mudado de quarto quatro vezes.
Eu dei mole e não tomei banho de noite, antes de dormir. Aprendam, crianças: quando se está viajando, toda oportunidade de tomar um bom banho deve ser aproveitada. Você nunca sabe quando terá a chance de tomar outro.

Pois não tomei banho antes de dormir e não me deixaram tomar banho, porque a moça antipática da limpeza (que era a mesma que tinha brigado com um outro rapaz porque ele pediu mais um copo de suco no café da manhã) estava limpando um dos quartos e, por isso, eu não poderia usar o banheiro. (Hã?)
Era horário da limpeza, então eu teria que esperar que milady terminasse de limpar o hostel inteiro pra poder tomar minha porra de meu banho.

Já estava lá fula e desaplaudida quando fui resgatada por minha amiga ciclista de Viena. Um amor de pessoa! Me paparicou até dizer chega, mesmo às vésperas de se mudar pro interior. Me ciceroneou pela cidade toda (ou, pelo menos, pelo centro) e me ajudou a resolver todos os meus problemas com uma paciência de Jó (só quem já foi comprar sapato comigo sabe o martírio que é).

Sensação maravilhosa de ter uma pessoa inteligente e bem disposta, super tomando conta de mim. Uma linda!Mais linda que ela, só a casa. Um apartamentozão enoooooorme, cheio de coisinhas e quinquilharias e lembrancinhas de lugares e fotinhos… Tudo no lugar, por todos os lugares.

Olha, mãe, eu sei que depois d’O Seis nada te enche os olhos, mas acho que até você ia ficar meio embasbacada com a casa dos pais da moça. Não que fosse uma suntuosidade só, não é isso. É que lá é tudo tão bem cuidado e de tanto bom gosto, que não tem como não passar horas só reparando cada detalhezinho. Tinha um prato tão lindo na parede, daqueles todos desenhados… Só lembrei de você!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s